sábado, 1 de março de 2014

Os principais cuidados com o recém-nascido. Confira

Oi mamãe e papai!

Mal as mães chegam em casa e as dúvidas com os cuidados do seu bebê recém-nascido já começam aparecer. 
Será que o meu bebê dorme demais? 


Será que a temperatura da água do banho está correta? Quando vou ter leite o suficiente? São só alguns exemplos das perguntas que não saem da cabeça das mães de primeira viagem. Mas, acalmem-se. Os cuidados com o seu bebê irão progredir com as experiências do dia a dia e com o aprendizado que essa fase do bebê exige. Pensando nisso, separamos algumas dicas que vão lhe ajudar a driblar esse momento e curtir mais essa fase. Afinal de contas, ela passa tão rápido, não é?


recém-nascido, bebê recém-nascido, recem nascido, bebê, gravidez, parto, gestante, gravida,gravidez,maternidade, blog materno,amamentação, filhos,kids, bebês,bebê,moda infantil,roupa infantil,loja infantil, enxoval de bebê
Os principais cuidados com o recém-nascido
Amamentação
A Organização Mundial de Saúde (OMS) informa que é essencial que a mãe alimente o bebê até os seis meses de vida. Nenhum outro alimento deverá substituir o aleitamento materno da criança. Existem casos em que a mãe não consegue produzir leite o suficiente para o bebê, mas isso é raro. É importante você saber que nos primeiros dias de amamentação o leite sairá aos pouquinhos e com uma coloração amarelada, chamado de colostro, portanto, não se desespere achando que você não produz leite suficiente. Se o problema persistir e após as primeiras semanas você perceber que o leite nunca é o suficiente, tente algumas opções:

- Deixe o bebê mamar o tempo que quiser, o organismo da criança saberá o momento certo de parar;
- Ofereça os dois seios a cada mamada;
- Evite o quanto puder o uso da chupeta, isso ajudará na hora dele sugar o peito, pois não estará cansado;
- Procure fazer com que seu filho abocanhe a aréola inteira do seu peito, esse é o jeito ideal;
- Tente esvaziar o seu peito caso o bebê não tome todo o leite, desta forma você estimula o organismo a produzir mais leite;
- Beba bastante água, a hidratação da mulher é essencial para a produção do leite;

- Procure um pediatra, ele saberá orientar você da forma correta. Caso haja necessidade, investigará motivo da baixa produção de leite.
Não existe um horário correto para alimentar o bebê, o intervalo entre uma mamada e outra pode variar de duas horas e meia a quatro horas. Com o tempo esses intervalos irão reduzir, portanto, não se assuste com os horários em que o bebê irá pedir o leite, mas não deixe de amamenta-lo corretamente.
Cólicas e refluxo
As cólicas se dão pela imaturidade do organismo da criança, ou seja, ela sente dores por que o seu corpo está se acostumando fora da barriga da mãe. Existe um ponto importante para destacar quando falamos de cólicas: em certas crianças a cólica pode aparecer com hora marcada, por volta das 6h da tarde, então, consulte o seu pediatra e verifique qual o melhor método para diminuí-las.
O refluxo é resultado da sucção apresentada na hora que o bebê vai mamar, muitas vezes ele acaba sugando o ar junto com o leite. Para evitar que isso aconteça, coloque a criança para arrotar após a amamentação. Caso ela não arrote, coloque-a deitada de lado ou de bruços, mas nunca de costas.

Higiene
Nos recém-nascidos é recomendado que os primeiros banhos não sejam com imersão total, pois o coto umbilical é uma região que deve ser mantida seca e limpa até cair. Passe álcool 70% para evitar que haja infecção nesta região. Após o coto cair, o banho com imersão pode ser dado com xampu ou sabonete líquido neutro.
Cuidado com a limpeza da região genital do bebê, ela deve ser feita com água morna e não com um paninho umedecido, pois eles podem causar irritação. As assaduras devem ser tratadas com pomadas de proteção de óxido de zinco e vitamina A.
Passeio e visitas
Sim, você pode passear com seu filho recém-nascido se seguir alguns preceitos básicos:
- Leve seu bebê sempre na cadeirinha, isso é essencial. Muitos pais acham que não é necessário ou acabam esquecendo, portanto, tome cuidado.
- Evite locais fechados, mesmo que sejam em casa de familiares, pois um resfriado “simples” pode trazer complicações enormes para a saúde da criança.
- Não exagere nos agasalhos, isso poderá desidratar seu bebê ou deixá-lo com febre. Lembre-se que a sensação de frio do recém-nascido não é tão diferente da sua.
No caso de visitas ao novo xodó da família também devem ser considerados alguns detalhes para a proteção do seu bebê:
- Não deixe que pessoas que estiverem doentes ou até mesmo apenas espirrando, fiquem perto da criança, diga para vir outro dia. Nesta fase as defesas imunológicas da criança ainda estão se desenvolvendo.
- Nada de beijinhos, pelo menos até que ele fique um pouco mais grandinho, explique sobre a fragilidade da criança para a pessoa, ela irá entender.
- Casa muito cheia nem pensar, evite tumultos, o bebê precisa de tranquilidade e claro, você também.
- Visitas na sala e não no quarto, caso insista muito para ver a criança dormindo, permita apenas uma por vez e sem incomodar a criança para não causar stress.
Fonte Babysec
Blog materno
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atualizações do Instagram

Topo