segunda-feira, 15 de abril de 2019

Alimentos que devem ser evitados na gravidez

Você quer comer bem quando está grávida, mas pode ser confuso saber exatamente o que isso significa.

Mulher-Grávidas-Barriga-Maternidade-gestação-alimentação-saudável-parto

Além de obter calorias extras, tomar suas vitaminas pré-natais para obter nutrientes como ácido fólico e ferro e comer uma dieta bem equilibrada, também há alguns alimentos que você deve evitar ou limitar sua ingestão enquanto estiver grávida.

Por que você deve evitar certos alimentos durante a gravidez?



Seu sistema imunológico está enfraquecido durante a gravidez, então você está mais suscetível a bactérias, vírus e outras coisas que podem causar doenças transmitidas por alimentos, pense em E. coli, salmonela e toxoplasmose. Não só isso pode deixá-la doente, mas casos graves podem causar parto prematuro ou aborto espontâneo.
Além disso, como você está transmitindo quase tudo para o seu bebê em crescimento, o que você come, do mercúrio no peixe até a cafeína no café, também os afeta.

E quanto a listeria e gravidez?

Há também a listeria, uma doença de origem alimentar que é mais arriscada para mulheres grávidas. É mais provável que você consiga pegar quando está grávida, e é mais provável que você tenha complicações com isso.

É muito raro, mas ainda existem exemplos disso todos os anos.

Então, como você evita isso? 
Tome medidas adicionais de segurança alimentar para se manter segura, independentemente de quais alimentos você decidir comer:


*Praticar o manuseio seguro de alimentos (lavar alimentos e suas mãos, muitas vezes)

*Limpe sua geladeira e cozinha regularmente

*Cozinhe bem os alimentos

Quais os alimentos evitar durante a gravidez

Evite alimentos crus, como peixe, marisco, carne e ovos. 


Mulher-Grávidas-Barriga-Maternidade-gestação-alimentação-saudável-parto
Alimentos que devem ser evitados na gravidez

Fique longe de peixes ricos em mercúrio, como atum e tubarão.
Não coma queijos não pasteurizados, leite ou sucos, ou frios ou salmão defumado. Alguma cafeína é boa, mas você provavelmente deve evitar beber álcool durante a gravidez.

Cafeína e gravidez

Se você gosta muito de café, não se desespere.
Você não precisa cortar totalmente a cafeína de sua dieta, basta controlar sua quantidade. Alguns pesquisadores sugerem que o consumo de gestantes se mantenha abaixo de 300 mg por dia. Já a Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos, defende que a ingestão deveria se manter abaixo de 200 mg diários(correspondente a duas xícaras de café coado ou uma xícara e meia de café expresso).



As mesmas regras se aplicam para refrigerantes e chás com cafeína. Quanto a chás de ervas, verifique com seu médico para fazer as ervas específicas são seguras para o bebê.

Peixe cru e marisco

O conselho comum dos médicos é evitar comer sushi enquanto você estiver grávida, pois peixes crus podem conter parasitas e bactérias que podem deixar você doente. No entanto, se você costuma ir a um restaurante de sushi e não ficou doente, provavelmente é bom continuar comendo durante a gravidez.

Mariscos crus, como ostras, devem ser evitados durante a gravidez  esses parasitas e bactérias novamente.

E não se esqueça: peixes com baixo teor de mercúrio são bons para você, esses ácidos graxos ômega 3 podem ajudar o cérebro e o desenvolvimento visual do bebê. Portanto, não evite comer peixe cozido, como salmão ou rolos de tempurá.

Peixe alto em mercúrio
Alguns peixes têm mercúrio, que é um metal pesado perigoso. Aqui está um cartão de carteira conveniente sobre qual peixe evitar. É útil também para a gravidez e a primeira infância, pois pode afetar o cérebro em desenvolvimento de seu filho e outros órgãos. Atenha-se ao salmão cozido, camarão e caranguejo doméstico e evite peixes grandes como atum, tubarão e espadarte ou limite o seu consumo a uma vez por semana.

Carnes cruas, mal cozidas ou frios
Carnes cruas ou mal cozidas podem levar coisas prejudiciais, como toxoplasmose e salmonela, enquanto frios e embutidos, cachorros-quentes, carnes curadas pelo frio, como salame e peixe defumado, podem ter listeria. Para ser mais seguro, cozinhe bem a carne e evite cortes frios enquanto estiver grávida ou aqueça-os bem. E não se esqueça de lavar bem as mãos depois de manusear carne crua, como frango e porco.

Queijos de pasta mole não pasteurizados, leite e suco
Queijos moles como brie, gorgonzola e camembert importados ou feitos de leite não pasteurizado podem conter listeria. O mesmo vale para leite e sucos não pasteurizados.

Ovos crus
Ovos crus e não pasteurizados podem levar a salmonela, então não deixe de cozinhar seus ovos.

Frutas e vegetais não lavados
Tome um pouco de tempo extra e esfregue a sujeira dessas frutas e legumes.
No que diz respeito aos vegetais que não deve comer na gravidez, salientam-se as saladas e legumes crus e/ou mal lavados, em particular a alface e cenoura.

Como tal, deve evitar a ingestão destes alimentos fora de casa, uma vez que não pode controlar a forma como foram lavados. Prefira antes todos cozidos.

Em casa, todos os produtos que são consumidos crus devem ser lavados durante pelo menos 15 minutos com um produto apropriado (ex. hipoclorito de sódio), e depois passados por água potável para consumo.

Além disso, pode optar por descascar os vegetais e frutas que são, por norma, consumidos crus, para minimizar o risco de infeção.

Resumindo:

No que diz respeito ao consumo de vegetais na gravidez, nenhum hortifrúti tem de ser banido da alimentação da grávida, desde que tomadas as medidas necessárias para tornar seguro o seu consumo.

Álcool e gravidez
Vamos começar o nosso texto definindo o que é considerado consumo baixo ou alto de álcool na população feminina em geral.

A quantidade de álcool puro ingerida é mais importante que o tipo de bebida alcoólica consumida.

Consideramos um “drink padrão” qualquer quantidade de bebida que contenha cerca de 14 gramas de álcool puro. Isso equivale a:

Uma lata de 350 ml de cerveja com teor alcoólico de 5%.
Uma taça de 150 ml de vinho com teor alcoólico de 12%.
Uma dose de 45 ml de um uísque ou qualquer outra bebida destilada com teor alcoólico de 40%.
Chamamos de etilista ocasional as pessoas que bebem menos de 12 drinks por ano.

Para as mulheres que não estão grávidas, consideramos etilismo seguro o consumo de até 5 drinks por semana, sendo não mais do que 1 drink por dia por no máximo 4 dias consecutivos.

Isso significa que o consumo diário de uma taça de vinho ao jantar já é classificado como uso moderado a alto de álcool e ultrapassa o limite do que é considerado seguro, mesmo para mulheres não grávidas.

Obs: dependendo da fonte e do país pesquisados, os limites descritos acima podem variar um pouco para mais ou para menos.

Como a maioria das coisas relacionadas à gravidez, se você não tiver certeza sobre o que é seguro comer ou beber e o que não é, converse com seu médico.

Fonte: babylist, ecycle, mdsaude, vidaativa 

Veja Também:

Pressão alta na gestação
Como fazer prestigio
soninho do  bebê

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ola obrigada pela sua visita
Deixe seu comentário

Veja também 👇👇
Os primeiros cuidados com o bebê recém-nascido

Atualizações do Instagram

Topo